Descubra as Cidades Bike-Friendly da Europa

Que tal unir o turismo com exercício físico + preservação da natureza + economia? Andar de bicicleta enquanto se conhece novos lugares pode ser a combinação perfeita para tudo isso. Na Europa, a prática do ciclismo é mania e realidade, com muitos países a adotarem a prática de maneira séria.

É também uma oportunidade de se misturar com os moradores locais e desfazer aquela imagem de turista. Afinal, vale a pena não só fugir dos transportes públicos lotados, mas também de conhecer mais de perto caminhos, ruas, passagens e lugares que de comboio, bus ou carro não seriam desvendados.

Amesterdão é um exemplo perfeito. Estima-se que a frota de bicicletas na capital da Holanda seja de 600 mil, para uma população de 750 mil. Os mais de 400km de ciclovias e o terreno plano dominante são a opção perfeita para explorar a cidade com cara de século 17. Sem contar que andar de bike pelo centro histórico é mais rápido e mais barato que o transporte público. Há também “incentivos” extras, como tours temáticos guiados e transporte gratuito nas barcas pelos canais. Aproveite ainda para hospedar-se em um hostel em Amesterdão, que oferecem frequentemente aluguer de bicicletas.

bicicleta em Amesterdão

Berlim também leva seus ciclistas a sério. É de lei que todas as novas estradas tenham ciclovias, e que as existentes sejam todas adaptadas. Hoje já são mais de 700km de ciclovias e 200km de trilhas off-road. Passear pelo centro histórico não poderia ser mais adequado: as ruas e calçadas são bastante largas e quase não há ladeiras e subidas para cansar o pé no pedal. São muitas e muitas as lojas de aluguel de bicicletas pela cidade (ao preço médio de €8-10 para o dia inteiro) e dá também para carregá-la no metro (com bilhete separado).

bicicleta em Berlim

Barcelona construiu um “anel verde” para os ciclistas poderem cruzar toda a área metropolitana nas ciclovias. Aliada à facilidade de deslocamento, a natureza ganha papel importante, já que pelo anel passa-se por 12 diferentes áreas naturais protegidas. Ideal para fazer uma parada estratégica para um picnic ou um passeio de barco em em um dos belos lagos. Pode-se levar a bike no metro (menos em horários de ponta) e inúmeras empresas oferecem o aluguel.

bicicleta em Barcelona

Paris também desfruta de uma boa reputação junto aos ciclistas. O popularíssimo sistema Velib foi introduzido em 2007 e hoje – com mais de 20 mil bicicletas no programa – é hábito dos moradores ir para o trabalho de bicicleta. Os visitantes, claro, também adoram entrar na onda. O bom é que as principais ruas de Paris são planas e largas, facilitando o tráfego dos ciclistas. Uma dica: segure o fôlego e suba até o alto de Montmartre ou Belleville e depois desça livremente até o fim – adrenalina garantida!

bicicleta em Paris

Outras cidades na Europa como Londres e Copenhaga também já têm um bom sistema de aluguel de bicicletas que valem ser descobertos.

Deixe uma resposta

Fechar Menu