Como Manter o Hábito de Viajar em Tempos de Crise

Quando uma grande crise económica se instala as pessoas têm tendência a ficarem mais inseguras, mais pessimistas e a terem uma maior preocupação com os seus gastos. Existem hábitos que terão de ser repensados ou até mesmo acabar com eles, mas existe pelo menos um hábito que até pode sofrer algumas alterações, mas que jamais deve acabar com ele, refiro-me logicamente ao hábito de viajar. Viajar é saudável, ajuda a combater o stress do dia a dia e faz bem ao equilíbrio mental de cada um, factor que é fundamental para fazer frente a qualquer tipo de crise, seja ela uma crise conjugal, económica, etc.

carteira-crise-recessao

Para que a crise não o faça perder o hábito e viajar com a regularidade a que está habituado, talvez queira considerar algumas das seguintes dicas:

Esteja sempre atento a promoções especiais

As companhias aéreas de low cost, as agências de viagens, cruzeiros e os hotéis, têm sempre algum tipo de promoção a decorrer. Apesar dos problemas económicos – ou talvez por causa deles – os negócios na indústria do turismo costumam dar muitos incentivos aos viajantes.

Para o ajudar a manter-se atento, subscreva-se ao Viajar Mais Barato. Para saber como, visite a página “Subscrever“.

Altere as suas prioridades

Se por exemplo costuma ir para um hotel de cinco estrelas ou mesmo para um hotel de 3 estrelas, comer nos melhores restaurantes, não viajar em companhias de low cost, etc, talvez queira reconsiderar os seus hábitos. Talvez deva baixar um nível ou dois relativamente ao que está habituado. Esta medida vai com certeza ajudá-lo a fintar a crise e fazer com que continue a divertir-se nas férias.

Considere visitar destinos mais próximos

Em vez de ir, por exemplo, para um destino de praia no outro lado do atlântico, vá para um destino mais perto. Porque não no seu próprio país? Existem boas praias em qualquer canto do mundo. Em tempos de crise não se pode ser muito exigente, pelo menos é essa a minha opinião.

Não espalhe os seus dias de férias

Em vez de marcar um dia de férias “aqui” outro dia “ali”, eu sugiro que tente marcar as suas férias o mais seguidamente possível. Assim, em vez de várias viagens curtas, faz apenas uma mais longa. Se assim o fizer, vai ter benefícios como tarifas mais baratas e menos tempo de viagem (mais tempo a divertir-se), por exemplo.

Se realmente quiser, há sempre uma maneira de encontrar o momento e os recursos para viajar.

E você, quais os métodos que usa para continuar a viajar em tempos de crise?

Este post tem 2 comentários

  1. Obrigado pelas tuas dicas de poupança! De facto, com alguma disciplina, podemos continuar a gozar férias, mesmo em tempo de crise. As tuas dicas são exemplo disso. Se avaliarmos as nossas escolhas, conseguimos poupar mais e conseguir umas férias boas e baratas. Parabéns pelo site e continua o bom trabalho.

    1. Obrigado pelas palavras motivadoras Francisco.

Deixe uma resposta

Fechar Menu