Dicas para Visitar Banguecoque sem Estourar o seu Orçamento

Tal como a maioria dos grandes destinos turísticos, Banguecoque oferece muitas oportunidades para gastar o seu dinheiro em coisas que não vão necessariamente melhorar a sua viagem. Aqui estão algumas maneiras inteligentes para visitar esta cidade dinâmica, sem estourar o seu orçamento.

Banguecoque

Photo Credit: Gary Wong Photography via Compfight cc

Quando visitar:

O clima tropical de Banguecoque mantém as temperaturas amenas durante todo o ano. A época mais quente do ano é de março a início de maio, com temperaturas médias entre os 26 e 32 graus centígrados. De maio a outubro é quente e chuvoso. O tempo ideal para visitar este destino, é entre novembro e fevereiro, quando as temperaturas médias rondam os 24 e os 26 graus centígrados – mas tenha em mente que dezembro é um dos meses mais populares para visitar a cidade e por isso mesmo os preços estão mais inflacionados, durante esse mês. Encontrar voos para Banguecoque.

Locomoção:

O sistema de transporte de Banguecoque é barato, eficiente e uma maneira rápida de se mover na cidade, tanto no subsolo como na superfície. Você pode comprar passes de um, três ou de trinta dias, para os sistemas ferroviários Skytrain e Metro. Os táxis também têm preços acessíveis e podem ser encontrados em qualquer lugar na cidade. Se você estiver com pressa ou quiser alguma emoção, suba a bordo de uma moto-táxi. Mais barato, só os “tuk-tuks”, veículos de três rodas, também conhecidos como riquixás, ideal para percursos curtos (não são permitidos nas estradas).

Onde ficar:

Felizmente a sua busca por hotéis baratos será recompensada. Tanto as marcas internacionais (Marriott, Sheraton, Sofitel, Holiday Inn), como muitos hotéis locais, pensões e hostels, têm preços moderados.

Onde comer:

Criada com uma atraente mistura de ingredientes frescos, sabores equilibrados e o arroz ou macarrão asiático, a comida tailandesa goza de popularidade em todo o mundo. Em Banguecoque, a comida é uma parte essencial da cena de rua, e talvez por isso, os viajantes com orçamentos baixos não terão nenhum problema em encontrar excelentes restaurantes baratos por toda a cidade. Várias ruas ao redor de Silom Road, estão revestidas com restaurantes que servem uma variedade de cozinhas étnicas e barracas de comida que ficam abertas até tarde.

Pontos turísticos e atrações em Banguecoque:

Templo em Banguecoque

Banguecoque é tão movimentada e colorida que apenas passear pelas ruas é entretenimento gratuito. O distrito de Rattanakosin tem várias atrações, incluindo o Grande Palácio, que está rodeado por templos budistas magníficos. Entre eles estão Wat Pho, o maior templo do país, e Wat Phra Kaew, um complexo de templos e casa do Buda de Esmeralda.

Faça uma viagem de barco através da rede de canais da cidade e leve a sua câmera para capturar fotos de templos antigos, cenas quotidianas e mercados fluviais. É divertido e barato. Vá cedo para evitar o sol do meio-dia e os barcos lotados.

Para quem gosta de mercados de pulgas, não terá problemas na capital tailandesa. O Chatuchak Weekend Market, que dizem ser o maior mercado de pulgas no mundo e, certamente, o maior da Tailândia, está localizado mesmo ao lado da estação de metro Kamphaengphet. O mercado está preenchido com roupas, artesanato, bijuterias e comida – e é um bom lugar para encontrar lembranças baratas.

Além de Banguecoque:

Você não vai querer deixar a Tailândia sem provar uma das muito elogiadas praias do país. Apenas a uma hora de avião de Banguecoque, a Ilha de Phuket tem belas praias e uma grande variedade de acomodações.

Curiosidades:

– O Inglês é amplamente compreendido em Banguecoque. As placas de rua são escritas em tailandês e Inglês.

– Ao contrário de algumas outras culturas asiáticas, os tailandeses geralmente comem com um garfo ou uma colher, não pauzinhos.

Agora é a sua vez. Quais as suas dicas para visitar Banguecoque? Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Fechar Menu