5 Fatores a Considerar Entre All Inclusive ou Não

É melhor reservar um resort all inclusive (tudo incluído) ou não, para as minhas férias? Esta é uma pergunta que recebo frequentemente no meu email e à qual não é fácil de responder. Por isso, a minha resposta é “Depende! Depende do tipo de viajante que você é, depende do destino onde quer ir passar férias, depende do tipo de férias que quer fazer, etc.”. Na minha opinião, não existe uma resposta certa ou errada para esta questão.

Resort All Inclusive

No entanto, deixo em baixo 5 fatores que o podem ajudar a decidir entre tudo incluído ou não:

1. Comida

– Um dos grandes motivos porque as pessoas optam por all inclusive, é a quantidade e disponibilidade de comida que os resorts com este regime oferecem, sem que os hóspedes tenham de pagar mais por isso. No entanto a qualidade dos alimentos podem variar muito de resort para resort. Muitas vezes a quantidade não compensa a qualidade.

– Quem optar por hotéis não all inclusive, tem de pagar algumas refeições do seu bolso, mas tem como vantagem a oportunidade de experimentar algumas das especialidades locais, muitas delas a preços bastante razoáveis. Requer um esforço extra no planeamento das férias para encontrar os melhores restaurantes e eventualmente também o hotel.

2. Bebida

– Tal como a comida, a bebida é outro grande fator porque as pessoas optam por all inclusive. É uma boa vantagem poder pedir bebidas bebidas à vontade, a qualquer hora do dia. No entanto, tal como a comida, nem sempre a qualidade é a melhor, e isso deve-se na maior parte das vezes quando as bebidas são adulteradas com o propósito de durarem mais.

– Os hotéis não all inclusive geralmente  têm muito melhor acesso a bares, lounges e a outros hotéis, os quais talvez tenham bebidas tradicionais não disponíveis no all inclusive.

3. Vida Noturna

– Quem procura vida noturna para as suas férias, um all inclusive não é geralmente a melhor opção. Geralmente eles têm bares ou clubes, mas dificilmente serão melhores e mais animados que os bares e clubes locais. Quem não procura vida noturna para as suas férias ou apenas alguma diversão após o jantar, um all inclusive é uma boa opção.

4. Explorar a Área

– Você pode ter mais dificuldade de ver e interagir com a cultura local se ficar num resort all inclusive. Se não se importar de não explorar a cultura local, um all inclusive tem tudo o que precisa.

– Se a ideia de ficar “fechado” numa propriedade durante todas as suas férias o assusta, então os hotéis não all inclusive são a melhor escolha, porque são geralmente mais perto da vida e cultura local.

5. Orçamento

– Se gosta da ideia de ir de férias e não ter de se preocupar em planear as mesmas e não ter andar com dinheiro atrás, um all inclusive pode ser a melhor escolha.

– Num não all-inclusive, você sabe geralmente quanto está a gastar e no quê, enquanto que num all inclusive a fatura não vem detalhada e assim não é possível aperceber-se se está a pagar demasiado ou não.

Qual é a sua opinião?

Deixe uma resposta

Fechar Menu