Hotéis Baratos

Hotéis com melhor custo/beneficio nos principais destinos de todo o mundo.

Destinos

Dicas para viajar mais barato em destinos de todo o mundo.

cruzeiros

Dicas para economizar dinheiro em reservas e durante os cruzeiros.

Vídeos

Os melhores vídeos de viagem na Internet, estão aqui.

Inicio » Alojamentos Baratos, Sites

Intervac: Troca de Casas para Férias

Submetido por em 28/07/2010 – 12:00

Este foi um artigo escrito por Ana Neto, a responsável pela Intervac Portugal.

intervac-troca-casasVocê procura viajar mais barato… Se lhe dissessem que podia fazer desaparecer um e só um tipo de despesas para todas as suas viagens, qual o tipo de despesas que escolheria?

Se respondeu as despesas de alojamento, a solução existe e não precisa de abdicar do conforto (antes pelo contrário!).Basta aproveitar algo que você já tem para obter algo que você quer… Passo a explicar: você troca a sua casa (ou a sua casa de férias, se a tiver) com outra casa algures no Mundo. A isto chama-se turismo residencial ou trocas de casa para férias.

Este conceito original foi criado por uma organização chamada Intervac em 1953. A ideia surgiu a professores dos Sindicatos de Professores da Suíça e Holanda, que queriam aproveitar melhor os longos períodos de férias escolares, mas não tinham muito dinheiro.

Ao longo dos anos o conceito tem vindo a evoluir e já não se destina só a professores. No Intervac há milhares de ofertas para trocar de casa feitas por famílias em mais de 50 países. O membro só tem de escolher os destinos e os períodos de tempo em que quer fazer férias. A página na Internet – www.intervac.com – está desenhada de forma a ajudar cada um a encontrar a casa ideal para a sua troca. E mesmo antes de ser membro pode consultar toda a página e ver que membros existem em cada zona através do excelente sistema de pesquisa.Caso venha a precisar de ajuda, existe uma agente desta organização em Portugal, cuja função é precisamente dar todo o apoio aos interessados.

Quando se viaja numa troca de casa, especialmente com a família, acaba por se encontrar numa habitação muito mais confortável do que num quarto de hotel. E como se passa a ter uma verdadeira cozinha para a preparação de refeições para a sua família, não é preciso gastar dinheiro em restaurantes em todas as refeições.

Assim, a sua família pode visitar os lugares que agora parecem estar fora do seu alcance. Ou pode passar a ter mais dinheiro para as despesas com excursões, jantares especiais ou divertimento. Enquanto isso, na sua casa, em vez de deixar uma habitação vazia, você tem outra família a tomar conta dela, a regar as suas plantas ou até a tomar conta dos seus animais (no caso dos animais, isso tem que ser previamente acordado por ambos os membros).

Esta é normalmente a parte que deixa os novos membros apreensivos, deixar alguém que não conhecem na sua casa. Mas a verdade é que na altura que se faz a troca, a outra família já não é desconhecida. E se quiser até pode ver as trocas que foram feitas antes e contactar os membros dados como referência.

Fazer parte do Intervac acaba por ser como se tivesse um primo afastado que lhe pode emprestar a sua casa em qualquer parte do mundo que queira visitar. Você passa a viver “em casa” enquanto está de férias, fazendo compras nas lojas locais, jantando naquele restaurante da vizinhança que nunca teria encontrado sem a ajuda do seu parceiro de troca, melhorando os seus conhecimentos de línguas estrangeiras e experimentando com a sua família um novo estilo de vida, na realidade de um novo país.

Foto: Primeira troca que fiz (em 2005) com Nova Iorque – como se vê ficamos numa penthouse em Central Park, foi aí que verdadeiramente percebi as potencialidades das trocas de casa.

Diz quem já experimentou, que as vantagens vão para além do aspecto económico, defendendo que a experiência personalizada de uma viagem realista supera qualquer pacote de viagens!

Tags: , , ,

Deixe um comentário!

Deixe um comentário em baixo, ou trackback Do seu próprio site. Também pode Comments Feed via RSS.

Mantenha-se dentro do tópico do artigo. Não envie spam.

Pode usar estas etiquetas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este blog suporta avatars. Para ter o seu, registe-se em . Gravatar.